Banner de anúncio dentro de posts(topo)

Maio de MariaMariaParóquia

MAIO DE MARIA, QUE HISTÓRIA É ESSA? Entenda porque maio é o mês dedicado a Maria

           
MAIO DE MARIA, QUE HISTÓRIA É ESSA?
Entenda porque maio é o mês dedicado a Maria

Cotidianamente, conhecemos, e aprendemos que maio é um mês festivo, mês das flores, das mães, das noivas e de Nossa Senhora. Uma bela tradição em que perdura-se até hoje em nossas paróquias. Pensa-se, que este mês é dedicado a Nossa Senhora, segundo muitos historiadores e teólogos, é que remonta o período dos tempos barrocos onde celebrava-se o mês de Maria com trinta exercícios espirituais diários em homenagem à Mãe de Deus, que nem sempre eram no mês de Maio.
Firmou-se, pelo  século XIX, que o mês de maio fosse dedicado todo a Maria, dotado de devoção e organização, no mês de Maio, fincou-se e instaurou, pela vontade e piedade do povo, onde somos convidados a voltarmos nosso olhar para a Mãe querida, que saia abrindo estradas e caminhos sobre nossos passos nesta difícil escalada da Jerusalém celeste.
Muitas paróquias costumam rezar no mês mariano o Santo Terço, bem como a celebração da Santa Missa nas residências das famílias, em igrejas, sempre com um belíssimo altar com um quadro ou uma imagem de Maria rodeada de flores, tudo isto em preparação para o Dia 31 de maio, dia em que Maria, após ter recebido a visita do anjo Gabriel, foi apressadamente visitar sua prima Isabel, na Judéia, levando no ventre Jesus o Filho de Deus, movida não por um mero dever, mas pela amizade e desejo gratuito de servir. 
No fim do mês de romarias e peregrinações Marianas, toda a comunidade se reúne para coroar a imagem da Virgem Maria, uma devoção popular muito antiga, que condecora Maria como Mãe do Rei Jesus, se torna Rainha do céu, elevada ao Pai de corpo e alma, pois Maria não é mais que Jesus, ela está ao seu lado, apontando seu Filho. Coroamos a imagem de Maria, como gesto simbólico, para, desejosos, aprender com ela a cantar as maravilhas de Deus, no nosso dia- a -dia reconhecendo-O como Deus Vivo: “Minha alma glorifica o Senhor e meu espírito exulta em Deus meu Salvador” (Lc 2,47).
Assim, aprendemos na catequese que devemos reservar um lugar especial a Nossa Senhora, não somente porque a Igreja comemora sua vida de doação, silêncio e obediência durante todo um mês, mas porque Maria é Nossa Mãe (Jo 19.27) e se preocupa com todos os seus filhos, intercedendo ao Filho Jesus Cristo, para que não nos falte o bom vinho, o vinho do Perdão, da amizade, do congraçamento de irmãos.  Maria, na tradição católica, é a mãe da promessa e da esperança, à semelhança deste mês, que com seus dias quentes, floridos e de alegrias nos traz a firme esperança prometida de dias melhores.

JOÃO ISRAEL DA SILVA AZEVEDO
Facebook: facebook.com/joaoiisrael
Instagram: @joaoiisrael | @paisagensesp


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner abaixo da matéria