Banner de anúncio dentro de posts(topo)

Comunhão na PalavraFamíliaSantos

“COMUNHÃO NA PALAVRA”, julho de 2019 - “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá vida por seus amigos” (Jo 15, 13).


NOVO MILÊNIO”
“COMUNHÃO NA PALAVRA”, nº 260 – julho de 2019.

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá vida por seus amigos” (Jo 15, 13).

Fazer novas e boas experiências na vida sempre é gratificante e ousado. Neste mês, dois acontecimentos diocesanos estão sendo bem esperados: A primeira Romaria da Família, com o tema: “Como família de Deus, sejamos Igreja em saída, anunciando o evangelho da alegria” e também a primeira Missão Jovem organizada pelo Setor Juventude, cujo tema é “Ide e anunciai”. Iniciativas estas que visam manter a Igreja em estado permanente de missão, buscando atingir dois lugares tão importantes da vida, a família e os jovens. Iluminados pelos exemplos de tantos santos que comemoramos  neste mês, entre os quais, São Bento, Nossa Senhora do Carmo, São Tiago Maior, São Joaquim e Sant´Ana e Santo Inácio de Loyola, meditemos esta frase escolhida como lema da Romaria das famílias.

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá vida por seus amigos” (Jo 15, 13).

O que nós pretendemos realizar com estas iniciativas é evangelizar. E evangelizar não é nada mais e nada menos que fazer acontecer o mandamento do amor, essência da vida cristã. A Igreja do Brasil, recentemente aprovou as suas Diretrizes da ação evangelizadora utilizando a metáfora da Casa, para formar Comunidades eclesiais missionárias, que ilumina nossa caminhada de fé.  A Casa da Palavra, do Pão, da Caridade e da Ação missionária.  Comunidade enquanto casa é espaço de encontro com Deus e com os irmãos, da ternura, da solidariedade, o lugar da família e tem suas portas abertas.  A comunidade de portas sempre abertas é o chamado para a missão. Quem está dentro é chamado a sair e ir ao encontro do outro, onde quer que ele esteja especialmente entre aos mais sofredores e vulneráveis. Naquele  “Ide e anunciai” de Jesus, (Mt 28,19) está o apelo para que cada batizado saia de sua comodidade e tenha a coragem de alcançar as diversas periferias que precisam ser alcançadas. É preciso escutar com urgência este “Ide” e com santa ousadia buscar novas atitudes, descobrir novos lugares, valorizar experiências bem sucedidas e esquecidas e buscar novas pessoas para fazer criar o desejo ardente de experimentar o amor de Deus e transmiti-lo aos outros. 

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá vida por seus amigos” (Jo 15, 13)
           
Somos convocados a ir ao encontro das famílias, com especial atenção, como alguém que coloca uma ovelha ferida no colo. A família é o ponto de chegada para a nossa ação pastoral e o ponto de partida para a vida comunitária mais ampla. Ir ao encontro das famílias em sua realidade concreta, com as suas dores e contradições e acolhe-las em nossas comunidades ajudando a elas a sentirem a misericórdia e o amor de Deus em suas situações de dificuldades. É na família o lugar da iniciação à vida cristã, tão necessária para a vivência da fé hoje.  Por isso, convido a você a fazer um exame de consciência e se perguntar: o que na sua comunidade esta acontecendo de maneira concreta para ajudar as famílias e a viverem a fé cristã? E qual está sendo a sua participação?  A todos o meu abraço e a minha bênção.
“Em comunhão e esperança”

Dom Sebastião Bandeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner abaixo da matéria